Utilização de Indutores

O indutor eletromagnético é um equipamento industrial utilizado para tratamento físico da água, ou seja, não necessita de produtos químicos. É uma solução ambientalmente eficaz que não gera resíduos e não altera a composição química da água tratada.

O equipamento consiste em um conjunto de componentes elétrico eletrônicos, fixados à uma tubulação, protegidos por uma carcaça, com alimentação elétrica fornecida por um painel. No painel é possível variar a corrente elétrica aplicada na bobina, variando o campo magnético gerado. O campo magnético uniforme gerado inibe o processo de formação de incrustação calcária e remove também as incrustações já existentes.

Mas como ocorre o processo de formação das incrustações? A água apresenta em sua constituição diversos componentes, entre eles carbonato de cálcio e magnésio. O aumento da concentração de sais através da evaporação de água, aumento da concentração de CO2 na água, diminuição da pressão da linha através de perdas de carga, aumento do pH, entre outras variações, favorecem a nucleação e cristalização dos sais de cálcio, aderindo às tubulações, formando as incrustações. Normalmente a cristalização do carbonato de cálcio ocorre com arranjo geométrico romboédrico, conhecida como calcita, sendo mais estável e menos solúvel em água que a aragonita e vaterita. Como as incrustações apresentam micro poros, o que gera um diferencial de concentração de oxigênio, a corrosão também é favorecida.

O indutor eletromagnético atua na forma com que os cristais que constituem as incrustações se solidificam, pois, com a ação do campo magnético, a moléculas dos agentes incrustantes não cristalizam com a geometria adequada, minimizando o efeito de incrustação na linha e no sistema.

foto-90 foto-91 foto-92